quarta-feira, dezembro 01, 2010

Cota Feminina

Enquanto Lula tenta nomear mais um integrante para a equipe de Dilma, desta vez Izabella Teixeira para o Meio-Ambiente, a Presidente eleita começa a se preocupar com o número de mulheres no primeiro escalão. Miriam Belchior foi o primeiro nome, mas outros ainda devem surgir.

Especula-se o nome de Manuela D`Ávila para o Esporte, dentro da cota do PC do B, que manteria o Ministério. Outra gaúcha, Maria do Rosário, do PT, pode emplacar na Secretaria de Direitos Humanos, enquanto Ideli Salvatti, também petista, derrotada em Santa Catarina e sem mandato, pode ir para a pasta da Pesca. Na verdade faltam nomes para Dilma. Este, no momento, é seu grande problema para fechar a cota feminina na Esplanada. Logo, Izabella, apesar não contentar setores petistas, pode ser mantida no cargo, já que além de ser mulher, tem apoio de Lula.

Outros nomes podem surgir no horizonte, como as senadoras eleitas Gleisi Hoffman do PT e Vanessa Grazziotin do PC do B. São nomes que chegarão fortes em Brasília, mas fora do Senado deixarão seus suplentes do PMDB e PP, respectivamente, com as vagas, o que não interessa ao governo.

Mas ainda existe espaço. Dilma pretende reservar boa parte da Esplanada para nomes femininos e ainda faltam outros que ela deseja ver no primeiro escalão, ou pelo menos em destaque, como Maria das Graças Foster, que já foi cotada inclusive para a Casa Civil.

Dentro deste desenho, o PMDB mais uma vez fica menor espaço, já que não conta com um número expressivo de mulheres para indicar. Esta seria mais uma justificativa para diminuir o poder do partido de Michel Temer na Esplanada. Mas é preciso primeiro acertar com os russos. Apesar das divisões, o apetite do PMDB não será contido com facilidade.

2 comentários:

Observador disse...

Acredito q um dia a política vai ser diferente: não haverá políticos. Da mesma forma, muitas outras coisas mudarão. Por enquanto vamos cabaleando como o bêbado equilibrista e com possibilidades igualmente perigosas. Torço pelo governo da presidenta Dilma. Mas espero que novos dias venham. Vamos plantar essas idéias que hoje parecem ser tão absurdas e fazer que cresçam devagar, no coração de cada um. Quanto tempo precisamos para ver os novos tempos? Só saberemos quando lá chegarmos.
Abraço, Claudio

Klauber Cristofen Pires disse...

Prezado(a) amigo(a),
Desejamos a todos um Natal cheio de amor em família e de alegria pelo nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo!
Que todos busquemos sempre os bons valores para vivenciarmos e com eles dar exemplo aos céticos.
Feliz Natal!
de Klauber Cristofen Pires (LIBERTATUM) e família