quarta-feira, outubro 24, 2007

Nacionalistas vencem com folga na Suíça

De Viena, Áustria. Foi maior do que se esperava. As pesquisas davam 27% para a UDC-SVP de Christoph Blocher, mas as urnas foram mais generosas e os suíços depositaram 29% dos votos na turma radical.

Mas a UDC-SVP não apenas venceu as eleições por ampla margem, mas alcançou, vejam só, a maior vitória na política suíça desde 1919. Isto é um indicativo interessante de algo sério que está em curso.

Com a vitória, a UDC-SVP passa a 62 deputados, seis a mais que na última eleição. O Partido Verde cresceu, acresentando cinco cadeiras a mais e chegando a 20 deputados. A soma dos outros partidos, como a Direita Clássica, Democratas-Cristãos e Radicais chegará a 35 deputados. Do outro lado, a maior derrota foi da esquerda, com a perda de nove representantes nas hostes do Partido Socialista, que chegará com 43 deputados.

Esta eleição foi um indicativo. É bom ficar de olho na Suíça. Quem conhece bem o país sabe do que estou falando. Mais do que um caso isolado, a Suíça pode ser uma tendência, uma grave tendência daqueles povos e vizinhos que tem uma queda por um regime, digamos, mais "nacionalista".

Como sempre disse, tão ruim quanto a esquerda radical é a direita radical, afinal de contas, dos dois lados extremos existem supressões de liberdades. No fundo são a mesma coisa, vide Stalin e Hitler, por caminhos opostos chegaram aos mesmos horripilantes e tenebrosos resultados (usando os mesmos meios, diga-se de passagem).

Um comentário:

Alexandre disse...

Na políca Suíça há espaços para todos. A entrada de Blocher no conselho federal iniciou uma controvérsia muito grande sobre o rumo do país. Ontem, 12.11.2008, o Ministro da UDC/SVP Samuel Schmid declarou que vai deixar o cargo no fim do ano. Será porque? Pressão? Confira mais sobre a política Suíça no nosso Blog swissinfo que abrimos em português para falarmos e informarmos sobre o cotidiano da Suíça para pessoas fora do país.

http://coisasdasuica.swissinfo.ch Alexandre Maestrini Colaborador Swissinfo